Notícias

20 set 2019

#ORGULHOTODODIA DANI BALBI E O PODER TRANSFORMADOR DA EDUCAÇÃO

A PRIMEIRA PROFESSORA TRANS DA UFRJ FALA SOBRE A IMPORTÂNCIA DE DEBATERMOS GÊNERO EM SALA DE AULA E O ACESSO AO ENSINO FORMAL

Dani Balbi sabe como a sala de aula pode mudar a vida de alguém. Foi assim com ela e, no que depender de si, será assim com seus alunos. “Para pessoas como eu, do lugar de onde eu venho, a educação é a única ferramenta que possibilita alguma vida”, diz, com a fala calma e firme, a primeira professora trans da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). 

Aos 30 anos, a carioca é a primeira docente transexual a integrar o quadro de professores da instituição desde que foi fundada, em 1792, ocupando a cadeira de Comunicação e Realidade Brasileira da Escola de Comunicação (ECO).

Não que quebrar estigmas seja novidade para ela: Dani também foi a primeira doutora trans da antiga Universidade do Brasil. 

“Fui salva pela educação”, admite, em depoimento à série #OrgulhoTodoDia, uma parceria entre a Híbrida e a Safernet, com apoio do Google.org e da UNICEF Brasil

Dani conta que sempre sonhou em transmitir o conhecimento, e exerce essa função com amor, carinho e propriedade. Reflexo disso foi ela ter ganhado de seus antigos alunos no Colégio de Aplicação da UFRJ parte dos fundos necessários para que realizasse sua cirurgia de adequação de gênero, recolhidos através de uma vaquinha virtual organizada pelos próprios adolescentes do ensino médio. 

Eu tenho convicção, fé e esperança de que a gente, em geral, decide pelo melhor caminho

– Dani Balbi

Conheça abaixo a história de Dani Balbi:

LÍVIA MUNIZ

LÍVIA MUNIZ_editora

Niteroiense apaixonada pelo Vasco, Livia é formada em Jornalismo pela UFRJ. Trabalhou como repórter e colunista na Goal Brasil durante quatro anos. É nerd, feminista e sonha ser uma ranger rosa.

SE LIGA NELA: Facebook | TwitterInstagram |