De acordo com a plataforma Voto Católico Brasil, o candidato à presidência Jair Bolsonaro (PSL) assinou na útlima semana um termo de compromisso no qual promete, entre outras coisas, defender e promover “o verdadeiro Matrimônio, união entre homem e mulher“; “a Família, constituída de acordo com o ensinamento da Igreja, e o seu direito de educar os filhos”; e “o combate à ideologia de gênero”.

Ao lado de representante do Voto Católico Brasil, Jair Bolsonaro segura termo de compromisso contra LGBTs (Foto: Reprodução | Facebook)
Ao lado de representante do Voto Católico Brasil, Jair Bolsonaro segura termo de compromisso contra LGBTs (Foto: Reprodução | Facebook)

LEIA TAMBÉM —> Bolsonaro: “Brasil não pode ser país do turismo gay; temos famílias”

Não é de hoje que Bolsonaro se opõe aos direitos da comunidade LGBT. Desde o início da sua vida pública, o candidato tem combatido a chamada “ideologia de gênero”, afirmando publicamente ser “homofóbico sim e com muito orgulho”. Agora, a aliança com o Voto Católico Brasil chega em um momento interessante para a campanha do candidato à Presidência, que na última semana tenta abrandar o teor LGBTfóbico de sua retórica para conquistar os votos de minorias, inclusive posando com um influenciador gay..

Termo de compromisso assinado por Bolsonaro, no qual ele se compromete a "combater a ideologia de gênero" e "defender o matrimônio entre homem e mulher" (Foto: Reprodução)
Termo de compromisso assinado por Bolsonaro, no qual ele se compromete a “combater a ideologia de gênero” e “defender o matrimônio entre homem e mulher” (Foto: Reprodução)

Apesar de o site do Voto Católico Brasil admitir que ainda não tem em sua posse o documento oficial assinado por Jair Bolsonaro (a versão disponível acima apresenta um erro de digitação no nome do candidato), o posicionamento do presidenciável em relação à comunidade LGBT é claro. O candidato já declarou que prefere “um filho morto a um filho gay” e, durante a campanha, deixou claro que “as minorias vão ter que se curvar à vontade da maioria”.

Some a isso a onda de crimes iniciada pelos eleitores de Bolsonaro e os ataques coordenados contra a comunidade LGBT e não é surpresa nenhuma o compromisso firmado pelo candidato.

Atualização 18/10/2018: Bolsonaro assinou oficialmente o novo termo, como é possível ver no vídeo abaixo, publicado pela página oficial da Voto Católico Brasil no Facebook.

 

LEIA TAMBÉM —> A força e a grana do turismo LGBTQ